Próximos Eventos

No events

Simple RSS Feed Reader (by JoomlaWorks)

  • Notícias

    Reunião aborda estratégias de excelência para universidades Dando continuidade às discussões para implementação de ações de internacionalização nas universidades brasileiras, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) recebeu nesta quinta-feira, 16, representantes da Fundação Alemã de Pesquisa Científica (DFG) para a reunião “Estratégia de[…]

    Read more...
  • Notícias do CNPq

    Read more...
  • Agência FAPESP

    Simulações numéricas mostram que fenômeno apresenta comportamento peculiar, que é a oscilação da entropia na fase inicial do processo. No fim, a entropia aumenta, como era de se esperar, indica pesquisa

    Read more...

Contato

Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri
Programa de Pós-graduação em Ciência Florestal
Prédio da Engenharia Florestal
Rodovia MGT 367 - km 583, nº 5000, Alto da Jacuba
Diamantina - MG - Brasil
CEP 39.100-000
PABX: (38) 3532-1200
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Login

Detalhes do Download
Wander Gladson Amaral Wander Gladson Amaral
(0 Votos)

AMARAL, Wander Gladson. Dinâmica da vegetação arbustivo-arbórea colonizadora em áreas sob diferentes tipos de degradação em Diamantina, MG, 2012. 80p. (Dissertação - Mestrado em Ciência Florestal) - Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Diamantina, 2012.


Atividades antrópicas vêm de encontro com o paradoxo do desenvolvimento e da conservação. Assim a demanda por matéria-prima para sustentar os meios de produção, tem íntima relação com a exploração dos recursos naturais, que realizada de modo inadequado e insustentável, gera a degradação do meio ambiente. Neste contexto, diante dos desafios que se apresentam para a sustentabilidade, alternativas estas, que tenham eficácia no seu propósito (integração dos conhecimentos silviculturais e principios ecológicos) e retorno destas áreas às condições próximas das originais. O presente trabalho teve como objetivos estudar a dinâmica da paisagem e da vegetação arbustivo-arbóreo em áreas sob diferentes tipos de degradadação em Diamantina, MG. As comunidades das áreas degradadas pelo garimpo de diamante (ADGD) e ouro (ADGO), assim como, pelo processo de voçorocamento (ADV) contou com 50 (10 x 10 m), 30 (10 x 10 m) e 36 (5 x 3m) parcelas respectivamente, que no primeiro inventário, foram amostrados todos os indivíduos arbóreo-arbustivo vivos com DAS30 ≥ 3 cm. No segundo inventário, foram registrados os indivíduos mortos, remensurados os sobreviventes e mensurados e identificados os indivíduos recrutados. Foram calculadas as taxas de dinâmica: mortalidade, recrutamento, ganho e perda em área basal e numero de indivíduos para cada área. Os valores de H’ obtidos para as áreas foram comparados aos pares pelo teste de t de Hutcheson. Em cada parcela, foi coletada uma amostra composta do substrato superficial (0-20 cm), sendo analisados os parâmetros químicos: pH em água; teores de P, K+, Ca2+, Mg2+ e Al3+; complexo sortivo (acidez potencial (H +Al), saturação por bases (V%), soma de bases (SB), CTC a pH 7 (T), CTC efetiva (t) e saturação por alumínio (m%)) e matéria orgânica (M.O); físicos: teores de areia, silte e argila, resistência mecânica à penetração ao longo da camada de 0-30 cm, umidade, cobertura de rocha e cascalho exposto. As variáveis ambientais foram comparadas pelo teste t para amostras independentes (P<0,05). Para analisar as correlações entre os gradientes ambientais e vegetacionais foi empregada a Análise de Correspondência Canônica (CCA). A área estudada na dinâmica da paisagem contou com 2.509,92 ha definidos entre os paralelos 7989545,95 e 7984296,35 sul e meridianos 646367,51 e 651117,89 oeste. O mapeamento e classificação da cobertura vegetal foi realizado por meio da interpretação visual de fotografias aéreas para os anos de 1950 e 2006. A quantificação estrutural da paisagem foi descrita por meio de índices de composição e configuração espacial resultantes do software Fragstats. No geral foram amostrados 1.152 indivíduos, pertencentes a 16 famílias e 38 espécies, sendo, 153 indivíduos, 5 famílias e 9 espécies pertencentes a ADGD; 921 indivíduos, 16 famílias e 36 espécies pertencentes a ADGO e 78 indivíduos, 9 famílias e 11 espécies pertencentes a ADV. A análise dos atributos físicos e químicos do substrato evidenciou alta limitação ao desenvolvimento de plantas colonizadoras, apresentando como restrições, substratos de textura arenosa com baixa fertilidade natural, acidez elevada além de classe de resistência a penetração média para as áreas degradadas pelo garimpo de ouro e diamante. Verificou-se que houve relação entre os gradientes ambientais e a abundância e composição florística da vegetação colonizadora, ficando a maioria das espécies mais fortemente correlacionada com as variáveis topográficas (desnível), químicas (M.O e m) e físicas (umidade). Todos os indicadores estruturais analisados mostraram que as áreas estão em processo de construção inicial, porém a área degradada pelo garimpo de ouro encontra-se em estágio sucessional mais avançado quando comparado com área degradada pelo processo de voçorocamento e a área degradada pelo garimpo de diamante. Os mapas temporais de cobertura do solo evidenciam que a área de estudo apresenta grande influência de atividades antrópicas. Contudo a quantidade de habitat natural na área de estudo foi bem superior ao limiar de percolação, passando de 99,26% (2491,59 ha) em 1950 para 89,62% (2249,35 ha) em 2006. Nesse contexto, é possível constatar que a paisagem se manteve estruturalmente conectada por meio de grandes fragmentos de vegetação nativa, proporcionando condições de sustentabilidade.


Palavra-chave: Substrato; relação solo-planta; heterogeneidade espacial; sucessão ecológica; ecologia da paisagem.

 

.
Dados
Autor Wander Gladson Amaral
Orientador Israel Marinho Pereira
Coorientador não teve
Tamanho 1.49 MB
Bolsista
Data da defesa 2012-07-20
Downloads 88
Avaliação
(0 Votos)

JUNewsUltra Pro

A PRPPG divulgou o resultado da seleção ao mestrado e ao doutorado do PPGCF. Confira em http://goo.gl/B48z8C...
Detalhes do Programa   Grande Área: Ciências Agrárias Título para o Egresso: Ciência Florestal Nível: Doutorado e Mestrado Acadêmico Duração do Curso: Máxima de 48...
Gestores   Docente Período Prof. Dr. Marcelo Luiz de Laia (Coordenador) 2013 - 2015 Prof. Dr. Marcio Leles Romarco de Oliveira (Vice Coordenador) 2013 - 2015 Prof. Dr.
Capes aprova curso de doutorado em Ciência Florestal junto ao PPGCF Na 156ª reunião do Conselho Técnico Científico da Educação Superior...
P. É possível realizar a matrícula como aluno especial para cursar uma disciplina?R. Sim. Por favor, entre em contato com...